BlogCerebelo
Ciências O que você nunca aprendeu Sem categoria

Celebre a Terra – A herança de Carl Sagan para o mundo!

carl sagan

Você pode nunca ter ouvido falar de Carl Sagan – mas, depois que conhecê-lo, dificilmente irá esquecer seu nome. Apesar de ser um bom cientista e astrônomo, Sagan se destacou por ir além de qualquer outro cientista até então: aos lares e mentes dos leigos em fundamentos científicos. Ele foi um dos maiores divulgadores da ciência que o mundo já viu, responsável por tratar temas muitas vezes áridos – como astrofísica – com imensa sensibilidade, conquistando a atenção e o carinho de leitores e espectadores ao redor do mundo.

Publicou inúmeros artigos e era respeitado por seus colegas, mas Sagan se sobressaiu mesmo pelos seus inúmeros livros de divulgação científica. Você provavelmente já ouviu falar deles – O Mundo Assombrado Pelos Demônios é o livro de cabeceira de muita gente – assim como provavelmente já assistiu alguma coisa influenciada por ele – como a série Cosmos, que tem uma versão estrelada por ele mesmo, assim como uma mais recente, apresentada por Neil DeGrasse Tyson.  Além disso, o ótimo filme Contato, estrelado por Jodie Foster, tem seu roteiro baseado em um livro do astrônomo.

Além desse invejável currículo – certamente melhor do que o nosso… –, Sagan ainda conseguia ser uma pessoa extremamente sensível e entendia que, para atrair as pessoas para a causa da lógica, da filosofia e da ciência, não poderia transmiti-las da maneira acadêmica com que estamos acostumados a lidar com o assunto. Como grande comunicador que era, muitas vezes escolheu o caminho do coração para chegar até nossas mentes.

E uma das suas maiores demonstrações de sensibilidade vem dessa foto aqui embaixo. Calma, nós explicamos.

carl sagan

Essa estranha imagem borrada não parece apresentar nada demais. Mas repare do lado direito da imagem, no meio da última faixa clara, um pequeno, quase imperceptível, ponto claro. Aquilo é a Terra. Essa foto foi tirada, a pedido de Sagan, como uma última missão para a sonda Voyager 1, o objeto humano que mais viajou na história da nossa espécie. O cientista tinha algo em mente: colocar as coisas em perspectiva.

A Voyager, por si só, já era uma conquista impressionante. Lançada em 77, seu objetivo era estudar o sistema solar e seus corpos. Mas, para Sagan, era muito mais: os olhos da humanidade rumo ao desconhecido. O equipamento está, nesse exato instante, em algum lugar além do sistema solar, carregando dentro de si o que pode ser a única coisa que restará da existência da nossa civilização muito depois que já tivermos deixado a Terra – rumo à extinção ou também ao desconhecido.

A reflexão de Carl Sagan sobre a vida na Terra permanecerá eternamente relevante

Veja o que o autor disse sobre essa assombrosa imagem:

Desse vantajoso ponto à distância, a Terra não parece de nenhuma importância particular. Mas, para nós, é diferente. Considere novamente esse ponto. Isso é aqui, isso é nossa casa, isso somos nós.

Nele, todos a quem ama, todos a quem conhece, qualquer um sobre quem você ouviu falar, cada ser humano que já existiu, viveram as suas vidas. O conjunto de nossas alegrias e nossos sofrimentos, milhares de religiões, ideologias e doutrinas econômicas confiantes, cada caçador e coletor, cada herói e covarde, cada criador e destruidor da civilização.

Cada rei e camponês, cada jovem casal de namorados, cada mãe e pai, criança cheia de esperança, inventor e explorador, cada professor de ética, cada político corrupto, cada “superestrela”. Cada “líder supremo”, cada santo e pecador na história da nossa espécie viveu ali – em um grão de poeira, suspenso num raio de sol.

A Terra é um cenário muito pequeno numa vasta arena cósmica. Pense nos rios de sangue derramados por todos aqueles generais e imperadores, para que, em sua glória e triunfo, pudessem se tornar os mestres momentâneos de uma fração de um ponto. Pense nas crueldades sem fim infligidas pelos moradores de um canto deste pixel aos praticamente indistinguíveis moradores de algum outro canto. Quão frequentes seus desentendimentos, quão ávidos são para matar uns aos outros, quão fervorosos os seus ódios.

As nossas posturas, a nossa suposta auto-importância, a ilusão de termos qualquer posição de privilégio no Universo, são desafiadas por este pontinho de luz pálida. O nosso planeta é um grão solitário na imensa escuridão cósmica que nos cerca. Na nossa obscuridade, em toda esta vastidão, não há indícios de que ajuda vá chegar de outro lugar para nos salvar de nós mesmos.

A Terra é o único mundo conhecido, até hoje, que abriga vida. Não há outro lugar, pelo menos no futuro próximo, para onde a nossa espécie possa emigrar. Visitar, sim. Assentar-se, ainda não. Gostemos ou não, a Terra é onde devemos resistir.

Já foi dito que astronomia é uma experiência de humildade e que molda o caráter. Não há, talvez, melhor demonstração da tola presunção humana do que esta imagem distante do nosso minúsculo mundo. Para mim, ela destaca a nossa responsabilidade de sermos mais gentis uns com os outros, e para preservar e celebrar o “pálido ponto azul”, o único lar que já conhecemos.”

Carl Sagan escreveu um livro sobre esses acontecimentos, também intitulado “Pálido Ponto Azul”. Lançado em 94, foi o penúltimo trabalho dessa brilhante e sensível mente. O cientista morreu em 96, deixando para trás uma trilha de conhecimento e esperança de que, um dia, a humanidade deixará para trás suas velhas rusgas e preconceitos, seus velhos hábitos nocivos, seus ódios irracionais.

carl sagan

Sagan, um homem dedicado à ciência e a filosofia, era também um homem de fé. Fé na nossa capacidade de usar nossa inteligência para romper fronteiras e conquistar maravilhas. Fé de que, em última instância, todo ser humano tem a capacidade de realizar coisas boas e buscar o progresso para si e para seus pares. Tinha em fé em nós.

Ele se foi, mas nós ainda estamos aqui, nesse pálido ponto azul – esse maravilhoso mundo no qual tivemos a sorte de nascer. Portanto, honremos a memória de Sagan e celebremos a Terra, o único lar que já conhecemos.

______________________________________________________________________________________

Curtiu esse texto? Que tal dar uma olhada nessa e em outras estampas?

Clique e confira!
Celebre a Terra, por Carl Sagan – Clique e confira!

Artigos Recentes

Os Sete Samurais – O estandarte da justiça!

blogcerebelo

Um mergulho na lógica do Sr. Spock!

blogcerebelo

IDIC – A bela mensagem de Spock em Star Trek!

blogcerebelo

1 comentário

Deixe seu comentário